Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Emocional’ Category

Seguindo

Bom dia!!

Cá estou eu, na luta diária…chego sempre a conclusão de que me falta perseverança nas minhas decisões de mudar, mas por que? Preciso descobrir o meu maior sabotador. Quem entende? Por este motivo já pensei várias vezes em procurar um psicólogo, mas acho que uma boa introspecção já resolve. Talvez eu até saiba a resposta, apenas esteja negando o fato.

Bom, o importante é não desistir, não me entregar…às vezes penso que faço um drama maior, pois se for analisar, engordei 7 kg desde meu menor peso registrado aqui no blog (63 kg). Não foi 20 kg!

Ânimo!! Preciso crer que sou capaz!! Acho que é isso que falta… 😉

Anúncios

Read Full Post »

Olá pessoas queridas, tudo bem com vocês? Por aqui tudo ótimo, amanhã vou na nutri para finalmente pegar minha dieta! Eeeehhh! 🙂

Hoje eu estava relembrando da época que conheci os blogs de emagrecimento, isso foi em 2006 quando por acaso achei o blog da Larissa, na época ainda muito conhecida como Sara…hehehe…o Meu Emagrecimento foi muito importante pra mim…me inseriu neste mundo light. Mas além desse, eu conheci vários outros e cheguei a criar um pra mim que se chamava Mudança de Atitude…hehehe….só que passei por uma fase difícil, era meu segundo ano de faculdade, fiquei sem internet e acabei excluindo o blog…pena…só voltei então a ter meu blog no final de 2009 e é exatamente este bloguinho fofo que eu jamais vou excluir…mesmo que eu demore a postar, mas ele tá aqui e me mantém ligada a vocês.

Quando excluí meu outro blog, acabei perdendo contato com várias pessoas, uma pena! Uma delas era muito querida e sempre comentava…a Cris…achei ela nos meus contatos do msn hoje e até mandei um email, vamos ver se consigo recuperar o contato! Tomara! É tão bom reencontrar pessoas queridas!

Atualmente, já vi muitas meninas irem…fico tão triste quando vejo um blog abandonado por meses ou até excluido…a gente não sabe o que aconteceu com a amiga desaparecida, não sabemos se está bem, provavelmente sim, mas nos preocupamos igual, por isso, mesmo que você esteja fraquejando na RA, mesmo que não tenha ânimo de postar todos os dias ou até porque já alcançou sua meta e talvez não tenha mais motivos para postar, ao menos passe para dar um “Oi” e dizer que está bem! Criamos laços de amizade, que mesmo a distância, são verdadeiros!

Eu observei que mesmo tendo abandonado por um tempo a RA, o blog se manteve até ativo, se olhar nos meus arquivos, eu postei todos os meses…já é alguma coisa…pois ao menos vcs sabiam que eu andava aprontando por aí…hehehe

Fica o recado meninas, não nos abandonem por favor!!! Essa vai para a Déa Aoki tbm, que tá querendo sumir…hehehe 😉 Volta amiguinha, por favor!!! Saudades dos seus posts e dos seus comentários por aqui!!!

Ah, também quero pedir para que fiquem orando pela Val, ela fez cirurgia de redução de estômago, vamos pedir pra que “Deus guarde ela e livre de todo o mal! Em nome de Jesus! Amém!”

Adoro todas vocês!!!

Bjinhos *-*
Mi

Read Full Post »

Eu sei que prometi…

Olá pessoas queridas!

Como o título diz, eu sei que prometi… voltar a blogar, voltar a RA, enfim…mas tá difícil! Afff

Acho que me desequilibrei completamente, estou buscando ânimo, mas tá complicado…ainda mais que aquele lance do emprego não deu certo, fiquei meio triste com isso, agora já passou, mas tbm foi mais uma desculpinha que arranjei pra jogar pra longe o início da RA….e assim vou indo.

Quero visitar cada uma de vocês, comentar e voltar a ser aquela amiga de blog legal, empolgada com a RA, mas não to conseguindo….penso muito em ir para a academia, mas só com o marido trabalhando por enquanto é meio complicado, vamos sempre jogando pro mês seguinte e no fim nunca dá, isso tbm não é desculpa pra continuar comendo, eu sei, mas acho que me daria um renovo….a nutri nem pensar, ficou pesado demais seguir e tive que parar, mas daí me pergunto todos os dias porque não sigo com as recomendações dela e com a dieta perfeita que ela me deu?! A única explicação é desleixe!

Preciso de uma motivação, sei que essa motivação deveria ser eu mesma, pensar no corpo que quero e etc…mas não consigo…quem sabe lamentando um pouco aqui, a minha consciência retorna e eu consiga acordar….

Sei que este post está horrível, é lamentável de fato escrever isto e muito mais pra vcs lerem isto! Desculpem queridas, mas nem todos os dias são flores, preciso aprender.

Graças a Deus, tenho um marido lindo que me entende e me ajuda, fico pensando, se não quero fazer por mim, que faça por ele então! Espero que isso me impulsione…

P.s.: Vale a pena lembrar que entrei no período nebuloso feminino…TPM! Aff, não aguento essa melancolia toda!

Bjão à todas!

Mi

Read Full Post »

Hello folks!!!

Pois é, como o título do post diz, quem disse que seria fácil, hein?! Anos e anos de alimentação às avessas e agora seria prepotência minha acreditar que eu mudaria na maior facilidade, não dá…não tenho essa força toda, mesmo querendo muito emagrecer, parece que os velhos hábitos são mais fortes!

Um dos meus maiores problemas alimentares sempre foi a falta de regras, ou seja, nunca comia no mesmo horário, pulava várias refeições importantes, trocava muitas refeições por lanches, ficava horas e horas sem comer pra me arrebentar comendo depois….aff…isso são alguns exemplos do que fazia e ainda teimo em fazer.

Cadê meu café da manhã?? Gente, to sempre pulando ele e depois do horário do almoço, quando vai chegando de tardezinha e início da noite, to querendo comer tudo o que vejo! Deveria ser o contrário, comer bem de manhã e no almoço, pra ir gradativamente perdendo a fome com o chegar da noite!

Viver as próprias custas também é complicado, antes eu tinha minha mãe pra cozinhar pra mim, pra cuidar da casa e eu só me preocupava em estudar e eventualmente trabalhar num estágio ou algo do gênero, agora que caí de cabeça na vida adulta, eitaaa coisinha difícil!!! A gente tem que fazer tudo e além disso dar suporte pro marido, não que eu ache ruim estar casada, pelo contrário, amo a vida que tenho, mas que é mais difícil isso é.

Mas como tudo na vida tem seu tempo, a RA será igual, uma hora eu vou estar mais habituada com ela, ela será parte da minha rotina diária, mas enquanto não me acostumo, vou lutando, matando um leão por dia. Tem que ser assim, porque desistir não dá, ninguém tem a fórmula mágica pra transformar tudo da noite pro dia, então é devagar e gradativamente.

Muitas meninas que emagreceram levaram anos nesse processo, por que eu levaria míseros meses? É preciso paciência pra prosseguir com determinação, senão somos derrotadas pela nossa própria ânsia de vencer!

Meninas, hoje tenho um compromisso, então acho que algumas só poderei visitar bem mais tarde…mas fica meu beijinho aqui à todas e meu desejo de que tenham um ótimo dia!!!

Read Full Post »

Vontade de ser…

Olá pessoas amigas!

Hoje estou pensando na vida, me deu uma vontade de ser como Audrey Hepburn, de ser mais feminina, mais delicada, possuir uma beleza que mescle inteligência, classe, elegância e que ao mesmo tempo seja desafiadora, intrigante, misteriosa…ai ai…eu penso que a gordura nos rouba esse direito, nos deixa mais brutas, fadigadas, desanimadas, nos tira o brilho e toda a essência feminina, a suavidade das curvas e nos rouba a alegria.

Acordamos tristes, frustradas por estarmos como estamos e logo corremos para agravar mais a situação, afogando não as mágoas, mas a nós mesmas em um pote de doce ou em uma receita nova que fizemos por puro prazer de auto-destruição.

Pra mim acabou tudo isto, estou farta, cansei de tentar, cansei de choramingar e me questionar, somente eu sou capaz de me tornar alguém diferente, ninguém fará por mim, somente eu posso e eu vou conseguir, não vou desistir, pois possuo a maior característica feminina, GARRA!

Hoje algo mudou na minha mente, sei que serei melhor daqui pra frente…enquanto acontece esse processo, fica abaixo uma linda inspiração.

Beijinhos e ótimo dia à todos!

***

UPDATE:

Gente, olha meu CHIMARRÃO aí!!!! Acabei de assistir no Jornal Bom Dia Brasil.
PESQUISADORES APONTAM QUE CHIMARRÃO FAZ BEM AO CORAÇÃO

Read Full Post »

Desabafo

Olá pessoas amigas, tudo bem?

Amanhã eu volto na nutri, nem comentei, mas semana passada acabei não indo…que vergonha…quero ver os “estragos”…ando muito desleixada com minha RA, esta semana estou procurando forças para me manter na linha, mas nem sei.

Quando faço certinho eu emagreço bastante, mas não sei o que me acontece que vou me largando da RA e quando vejo já estou totalmente atirada nos velhos hábitos. =\

Fico triste comigo mesma, porque desde dezembro estou indo na nutri e a meta era 10kg, eu já deveria até ter eliminado estes 10kg, pois na primeira semana de RA fiz suuuuuuper direitinha e eu emagreci 1,5kg!!!

Depois passei pra 1kg/semana, depois pra 800g/semana e por fim, tinha perdido apenas 400g/semana, pq tava comendo muuuuito mal, tomando refrigerante, comendo sorvete, chocolate…ahhhh…me dá uma raiva de mim mesma, pq sei que estou me sabotando e não consigo vencer a mim mesma.

Acho que sou compulsiva, quando vejo já estou querendo comer, aí digo: “não, vc não tá com fome, isso vai te engordar” e adivinhem, acabo comendo igual e tudo é desculpa pra comer: “ah, é a comidinha da mamãe ou da vovó” ou “ah, é fim de semana” ou “não é sempre que tenho a oportunidade de comer isto”…nossa, tanta desculpa esfarrapada pra comer algo engordante! =(

Não sei o que faço, socorro meninas…não quero desistir, já fiz tanta dieta na vida que perdi as contas, só em nutri já é minha terceira tentativa, fora as dietas que fiz sozinha, incluindo até a dieta da sopa, que no terceiro dia não aguentei mais e fiquei comendo só os acompanhamentos que era liberado…claro que emagreci, mas aí fico assim uns meses e depois engordo de novo.

Em 2004 eu cheguei a pesar 76kg, pra minha altura isto é um absurdo, estava horrível, não me reconhecia mais, pois nunca tinha pesado tanto, mas como passei um período conturbado e bem depressivo, meu consolo era comer, comia pra ficar feliz, vê se pode!

Em 2005 eu consegui uma bolsa através do PROUNI e entrei pra faculdade, nesse período eu fiquei melhor e emagreci, foi quando procurei a nutri pela primeira vez, já estava um pouco melhorzinha, pesando 69kg. Consegui ir por um tempo, mas fui estacionando minha RA e parei quando estava com uns 66kg, acabei engordando de novo e voltei para os 69kg.

Em 2006 voltei na nutri, acho que tava com uns 68kg, não cheguei a ir um mês inteiro e parei.

Emagreci por conta e em 2007 tava com uns 64kg, mas engordei de novo.

Em 2008, meu último ano de faculdade, com a correria dos estudos (cursava 5 disciplinas mais o TCC), o trabalho de conclusão, mais alguns fatores pessoais…simplesmente comecei a comer menos, não pensava em comida pois minha cabeça estava cheia de outras coisas, além de estar apaixonada, coisa que me fazia não comer, hehehe, dava um nó no estômago e largava a refeição pela metade…coisa boa! Emagreci e cheguei aos 62kg.

Mas, como meu amor se consolidou e eu me formei, passei pra fase feliz e fui curtir minhas conquistas e pq será que comemoração pra gente que é gordinha sempre tem comida associada, hein?!

Adivinhem, engordei 5kg, aí resolvi voltar na nutri, em dezembro de 2009, estava pesando 67kg. Olha, tentar emagrecer nessa época é terrível mesmo, tem Natal, Ano Novo, férias, Carnaval, enfim, ficamos muito tempo em casa, ou reunidos com a família e amigos e mais uma vez, encontramos inúmeras desculpas para comermos mais e mais.

Neste período indo na nutri ainda não tive a infelicidade de ter engordado ao invés de emagrecer, mas meu ritmo de emagrecimento foi reduzindo muito, conforme falei no início do post, e isso é um sinal de que estou regredindo e eu não posso, quero estar magra e bonita para o meu amor!

Espero que eu tenha forças e consiga, a Val estes tempos disse pra mim utilizar minhas fotos de magra pra me motivar, mas eu confesso que na verdade não tenho fotos de magra, sempre fui cheinha…que tristeza dizer isso…mas, meu peso mais baixo foi 55kg quando eu tinha 14/15 anos, aos 16 eu já estava com 60kg e depois foi todo aquele histórico até atingir 76kg com 19 anos.

Bom, tenho que pensar que um dia eu estive 12 kg a mais do que estou hoje, vestia tamanho 44, agora estou vestindo 40, ainda acredito que irei vestir um 38, se Deus quiser!

Desculpem o desabafo, mas precisava falar, porque senão fica tudo aqui, trancado e isso faz mal.

Beijinhos e espero ter boas notícias amanhã.

Read Full Post »

Auto-estima + Emagrecimento

Olá pessoas amadas!!! Tudo bem? Eu estou ótima!!!

Hoje eu passei um dia atípico, comprei maquiagem, me maquiei…uau! hehe

Eu geralmente não me maquio e nem compro muitas maquiagens, mas nos últimos dias tenho sentindo muita vontade de cuidar melhor do meu visual, eu sempre pensava: “Ah, quando eu emagrecer eu me cuido, compro roupa nova, me maquio e tal…”, mas isso é um pensamento completamente errado, pois vc está sempre se sentindo feia, pra baixo e sem vontade de fazer nada por si mesma, logo a RA vai por água a baixo.

Ontem eu fiquei pensando muito nisso e depois de assistir vários vídeos da Lauren Luke (aqui ou aqui) que fez e faz sucesso apresentando tutoriais de maquiagem e mostrando como uma pessoa comum, gordinha e fora dos padrões pode muito bem ficar linda e maravilhosa (leiam a história dela, é bem legal), fiquei pensando: “Poxa! Preciso investir mais em mim, não só com a RA, mas me cuidando, e claro, buscando a mudança de dentro para fora”

Então, hoje eu procurava algo que falava sobre isto e encontrei esta matéria que está aí em baixo, leiam e vejam como tudo faz sentido.

Bjinhos e sucesso à todos nós que estamos na batalha, derrotando um gigante por dia!!!

 

Falta de Auto-estima Engorda?

A postura que você adota diante da vida pode ser um fator de risco para a obesidade. A baixa auto-estima, fruto de problemas pessoais, foi a responsável pela obesidade que levou a publicitária Mara dos Santos Riveira dos seus 52 quilos para os atuais 90.

Porém, não tem como garantir que falta de amor próprio engorda. Existem, sobretudo, pessoas profundamente inseguras que não são obesas. Mas, habitualmente, quem sofre com o sobrepeso, apresenta um nível de inferioridade mais acentuado quanto mais antigo for o histórico de obesidade.

Segundo o psicoterapeuta Marco Antonio de Tommaso, emagrecer e permanecer magro é muito mais que fazer uma dieta e atingir a sua meta. Envolve a redescoberta do indivíduo, o resgate de sua auto-estima. Ele afirma que uma pessoa que não tem confiança em si mesma, não se gosta nem sequer se valoriza, por exemplo, pode, sim, engordar repentinamente.

“Ela vê na comida uma aliada. Sem perceber, vai comendo para suprir essa carência e, normalmente, passa da conta. O resultado são os famosos quilos extras”, explica o psicólogo, que é consultor de agências de modelos e convive diariamente com problemas como esse em seu consultório.

O quadro clínico de uma pessoa com baixa auto-estima é complicado. Está presente em todos os estados psicopatológicos: da ansiedade à depressão, do abuso de substâncias à anorexia nervosa e bulimia, passando por diversas formas de obesidade e compulsão alimentar, preocupações, timidez, sentimentos de incapacidade, ineficácia, medo da intimidade, do sucesso, processos de auto-sabotagem, isolamento social e afetivo, além de transtornos sexuais.

Quanto antes o distúrbio for identificado, maior será a chance de tratá-lo. “Alguns sinais que essas pessoas dão é que elas falam o tempo todo em comida e programas que incluam algum tipo de refeição. Podem desenvolver, inclusive, comportamentos obsessivos”, exemplifica o especialista, alertando que é preciso avaliar a auto-imagem e procurar ajuda quando esses sinais começarem a se manifestar.

Busque a auto-estima dentro de você

Banho de loja ou um carro novo pode ser momentaneamente prazeroso, mas não recuperam a auto-estima. Procure o autoconhecimento. Quais são as suas qualidades? Seus pontos fortes? E os seus limites? Como isso a preocupa e o que faz diante disso?
Pratique a auto-aceitação incondicional. Isso não significa ser passiva. Você pode ter déficits em alguns assuntos, mas nada a desqualifica como pessoa.

Auto-aceitação incondicional quer dizer “ser sua melhor amiga”, mesmo não sendo perfeita. Se você, no entanto, não está satisfeita com seus déficits, vamos ao mandamento maior. Não se lamente! Faça! Transforme as lamúrias em ação. Estabeleça metas viáveis e vá atrás.

Persevere e não se compare a ninguém

Diga não ao perfeccionismo. Faça o máximo que puder. Procure melhorar sempre, mas não seja carrasca de si própria. Assuma o risco dos erros. Eles não são insucessos. São oportunidades de aprendizagem. Errou? Corrija!! Caiu? Levante-se!! Quando almejamos a perfeição, estamos a um passo da frustração.

Cultive a assertividade

Ou seja, a capacidade de expressar seus direitos, sentimentos e emoções sem hostilidade. Desenvolva a empatia. Procure se colocar no lugar do outro. Trabalhe a capacidade de dizer ?não? sem se sentir culpada.
Redescobrir a auto-estima habitualmente é um processo longo. Mas vale a pena.
Caso essas dicas lhe pareçam difíceis, não se envergonhe! Procure ajuda.

Efeitos do sobrepeso no cotidiano

Você sente que o excesso de peso fragiliza a sua própria postura diante da vida? Tommaso explica que isso é totalmente natural e relaciona alguns itens que devem ser observados e que podem, até mesmo, ajudar você a lidar com a situação, sobretudo no processo de emagrecimento.

Confira:

A obesidade é uma doença crônica e variada. Não existe obesidade única, mas obesidades. Na maior parte dos casos, o histórico é longo. A pessoa já fez inúmeras dietas, perdeu e ganhou peso, isso quando conseguiu emagrecer. A ansiedade e outras emoções podem estar presentes como causa da alimentação excessiva ou efeito da própria obesidade.

O obeso sofre discriminação social, o que prejudica sua vida pessoal, afetiva, profissional, enfim, seu funcionamento como pessoa. Como conseqüência, há o afastamento da vida social ou a criação de personagens, como estratégia de sobrevivência: a amiga legal, a gordinha simpática, a confidente e outras.

Quanto mais antigo o histórico de excesso de peso, maior a chance de comprometimento da imagem corporal, a forma pela qual a pessoa se vê acompanhada das emoções e sentimentos em relação a essa percepção. A compulsão alimentar está presente entre 25% e 56% dos casos de obesidade/sobrepeso e, se não for tratada, inviabiliza qualquer projeto de emagrecimento.

O estilo de vida, de pensamento, valores, deve ser mudado para o resto da vida. A perda de peso começa pela cabeça. Ou pode terminar nela.
Você será magra SE e ENQUANTO permanecer em tratamento. A perseverança, a tolerância à frustração, a descoberta de novos prazeres deverão ser incentivados.


Fonte: UOL

Read Full Post »

Older Posts »